Hei de Te Amar

Posted by xXxPePexXx | Posted on 23:35

0


Desassossegos constantes me devoram em momentos desconcertantes em que sonho acordado neste meu choro mudo,
 em que em murmúrios baixinhos te evoco como amor futuro
 como uma pedaço que falta aqui bem dentro do meu peito...
 Estes pedaços do meu ser que me levam,
 que me envolvem nesta melancólica sensação de dormência mental em que o cansaço, a tristeza e o desejo se misturam num sentimento corrosivo e nocivo para qualquer ser humano que ainda guarda no seu peito um pouco de calor,
 que ainda acredita, acredita em amor.
 Aqui estou eu neste meu pedaço de vazio tão cheio de nada
 e abundado por sonhos que nunca realizei,
 olhando pela janela vejo as pessoas passar,
 cada uma com a sua história, os seus segredos, os seus pecados...
 Ora eu... Eu já nem isso tenho, 
nunca tive veia de pecador embora a mentira me tenha pregado um golpe à anos atrás quando a ingenuidade e o medo de ser julgado falavam mais alto.
 Posso estar lavado em lágrimas neste momento,
 a sentir o ar frio tocar me no peito quando desejava um abraço de alguém que me amasse,
 mas eu acredito como um louco poeta perdido de amores,
 um romancista à antiga que ainda espera pela sua história de amor marcante,
 aquela que um dia irei contar com uma nostalgia na voz e brilho no olhar.
 Mas nem tudo são rosas neste mar de roseiras cobertas de espinhos,
 onde encontrar alguém que seja puramente belo por dentro e por fora é praticamente uma ilusão,
 mas não consigo... e por mais que me vá abaixo e me sinta derrotado eu quero e continuo a acreditar,
 sei que um dia alguém se vai sentir completo por me ter na sua vida,
 eu tenho tanto para dar, 
tanto amor que guardo cá dentro e que tantos estranham por tal tamanho ter que nas costas dizem que é mentira, que é falso,
 mas como posso eu ser falso em relação ao que sinto se apenas aquilo que quero é fazer alguém feliz e sentir me recompensado por deixar um sorriso na cara de alguém que gosto,
 por sentir que mesmo que por momentos fui útil,
 estive lá, e por mais que saiba que talvez sejam poucos os que fizessem isso por mim não consigo deixar de o fazer,
 pois é nesses momentos que se vê o poder do amor,
 quando o coração se sente quente e ao fim da noite quando fechas os olhos te sentes tão bem que adormeces com um sorriso na cara...
 Chamem me loco, doente... mas tenho sede, tanta sede de amar,
 e tanta mais vontade de te encontrar,
 quem quer que sejas eu espero por ti,
 talvez amanhã, talvez para o ano, talvez um dia...
 Aqui te espero preparado para escrever a nossa história.
 Ainda não te conheci, mas hei de te amar! 

Aquilo que quero...

Posted by xXxPePexXx | Posted on 01:23

1


Os dias passam lentamente,
 e lentamente se vão perdendo as possibilidade de viver mais além da normalidade que tanto abomino,
 aqui estou eu neste meu mundo pequeno e ao mesmo tempo tão amplo,
 acho que ninguém me compreende na realidade...
 ou serei talvez um ser estranho nesta realidade que não escolhi viver,
 ultimamente tenho andando pela sombra,
 sozinho no meu espaço... no meu recanto do costume, 
algo está diferente, 
sinto me diferente,
 talvez o hábito de me ter acostumado à nulidade da palavra 'amor' ou 'paixão' na minha vida...
 Sinto me invisível quando divago pela cidade observando as pessoas nas suas rotinas do quotidiano,
 os casais de mãos dadas,
 os pais passeando com os filhos...
 E eu cá ando, divagando em pensamentos em sonhos e momentos passados,
 aprendendo... renovando... crescendo.
 Não sou aquilo que outrora fui,
 guardo pedaços de quem era,
 os bons é claro, e alguns maus talvez estejam ainda adormecidos,
 mas sendo esses maioritariamente conotados com o sentimento de entrega a quem amo não me afectam à muito tempo...
 não compreendo onde errei... o que faço mal,
 ou se mereço este fado de solidão precoce de rapaz de meia idade,
 será este o meu futuro? Espero que não...
 Pois o meu maior medo é a solidão...
 já perdi muitas pessoas na minha vida,
 por morte... e outras por falhas do destino que nos enganam,
 pessoas que entram na nossa vida e são simplesmente sombras,
 vultos de algo que não existe na realidade,
 aproveitam se da nossa luz, da nossa inocência... e lentamente vão nos consumindo para ser próprio proveito...
 que mundo é este em que quem nada faz tudo tem, e quem tanto luta se perde em batalhas,
 ganha feridas de guerra que carrega consigo até ao dia da sua morte, pois embora seja possível ultrapassar os maus momentos da vida...
 é impossível apaga los na totalidade,
 são ensinamentos que levamos connosco,
 que te tornam mais integro, mas honesto, mais 'como devia ser'...
 Mas a minha interpretação do amor é considerada da velha guarda aos olhos do mundo em que vivo,
 será errado querer encontrar alguém para viver o resto da minha vida a meu lado?
 E como disse... 'o resto', não apenas uma brincadeira de amores de um adolescente que não sabe bem o que quer em todas as explosões hormonais que acontecem no seu interior...
 Desde pequeno que fui indirectamente obrigado a ter mais idade do que aquilo que realmente tenho, 
uma infância não tão feliz como nos contos de fadas com que tanto sonhava,
 acontecimentos que me marcaram e me fazem diferente,
 talvez um estranho, talvez errado...
 Apenas quero encontrar o meu rumo e se possível acompanhado,
 estou cansado de viver na solidão do meu mundo, 
pois embora suportável não é esse o meu desejo,
 quero sonhar,
 ir mais além, amar, criar memorias, 
ser um pouco menos sozinho e mais um pouco acompanhado por esse alguém que será o inicio do meu sonho tornado realidade.
Eu só quero...
ser Feliz.

Baile de Máscaras

Posted by xXxPePexXx | Posted on 21:24

1


E ali estava eu no meio daquele salão adornado a talha dourada, o chão branco de pedra reflectia a luz dos lustres barrocos mais belos que alguma vez vira, no fundo junto a um nicho com estatuetas das ninfas das artes uma pequena orquestra tocava a passo lento uma composição que nunca tinha ouvido, progressivamente o ritmo da musica foi acelerando e duas portas se abriram lentamente, em passo lento varias pessoas vestidas com mantos pretos e com mascaras a cobrir o rosto me rodearam num circulo fechado, senti um medo profundo a percorrer o meu corpo, olhei em volta nos olhos dos estranhos que me rodeavam e a musica parou, todos me apontaram o dedo em simultâneo, senti me julgado por algo que não sabia bem o que era, assumi a culpa como quem aceita a sentença de um terrível crime, perguntei com medo... "-Mas o que fiz eu? O que se passa?" Uma voz tenebrosa responde "Não estás mascarado, como ousas deixar te vulneravel? Todos nós temos uma mascara!", senti me confuso, mil e uma coisas me passaram pela cabeça e humildemente respondi em voz baixa: "-Não sei ser de outra maneira... Por muito que sofra e que possa errar por vezes, não sei deixar de acreditar, serei para sempre um estranho no meu mundo..."
Não passava de um pesadelo, subitamente tudo aquilo que pensas ter foge te entre os dedos, como chuva num dia frio de Inverno, é difícil explicar aquilo que sentimos pois temos medo de ser julgados por quem não nos conhece, temos medo de confiar nas pessoas com medo de sofrer, vivemos numa dança de disfarces em que só os audazes ousam deixar cair a mascara no final e assim expor a nu todo o espectro do seu ser... Sou sol, uns dias encoberto, outros dias quando nada mais sobra de força para brilhar sou chuva tempestuosa numa confusão de pensamentos que me devora na minha imensidão de insegurança, de memorias de momentos passados, de perguntas sem resposta... É  importante neste mundo de sombras ser luz na nossa vida e na vida dos outros, é assim que vejo as coisas, por mais negros que sejam os meus pensamentos em relação ao futuro tenho... Esperança, sei que um dia tudo vai melhorar, todos temos o direito à felicidade, todos temos o nosso momento guardado, um propósito neste mundo, eu penso que é necessário ser diferente, é importante ter ambição em peso e medida, é preciso sonhar... e o que é feito dos sonhos? Do amor? Será que já ninguém acredita nisso hoje em dia?
Pois eu acredito... sei que ainda existe esperança na humanidade, e é difícil encontrar pessoas dispostas a irradiar luz, todos nós temos os nossos medos, as nossas próprias defesas, falo pois eu mesmo conheço pessoas assim, e também tenho as minhas defesas e defeitos mas no meio de todos os meus medos sinto me acompanhado mesmo quando me sinto sozinho, pois sei que existe mais alguém que pensa como eu, que ainda guarda bondade, honestidade, que não se prende a falsidades, nesse baile de mascaras esse será o que no final deixará cair a mascara e por mais tormentoso que seja a sua historia não tem medo de a expor a olho nu, é importante arriscar para alcançar algo de bom nesta vida, de que nos vale ser sombra num mundo em que o medo tem mais valor do que a vontade de mudança? Perdoem me mas não me irei render a tais padrões, nasci para ser luz e comigo irão brilhar todos aqueles que desejam algo melhor para este mundo, um pouco mais de amor, um pouco mais de esperança... basta... acreditar!

Chuva de Verão

Posted by xXxPePexXx | Posted on 01:31

1


E subitamente a chuva caiu,

 no meio do verão esta chuva talvez seja significado de mudança,
 estava eu perdido em pensamentos,
 molhando aos poucos a almofada com um leito de lágrimas derramadas,
 juntando pedaços de lembranças que recentemente adquiri e guardei para mim,
 não sei bem explicar o que sinto hoje,
 dormente talvez, como se algo faltasse,
 não como das outras vezes... existe algo mais que o coração não quer falar,
 sinto medo de algo que não sei bem o que é,
 talvez uma simples palavra ou um sentimento quem sabe...
 Estou confuso, sinto me assim, triste, cinzento,
 preciso de cor e hoje perdi todos os tons quentes,
 é como se algo ficasse no ar,
 um provavelmente, um nunca, um quem sabe amanhã...
 Tão confuso me sinto que nem eu mesmo me entendo,
 sinto que passei a fase da revolta, quero sentir algo, algo mais... Profundo.
 Não quero ser algo passageiro, quero ser presença, ser especial, preciso de carinho, afecto..
 Pois neste momento sou o caos no meu mundo, não sei o que fazer, onde ir, como aguentar tudo novamente, sinto me como esta chuva de verão que anuncia algo que espero ser esperança...
 E aqui sentado olhando para o horizonte com todas as luzes que iluminam a cidade de Lisboa e com o céu negro de fundo, pergunto...
 Será que deixei a minha marca? Serei importante no final? Ou tudo têm um fim anunciado?...
 Tantas perguntas... Tão poucas respostas,
 e assim me sinto, perdido, sozinho, triste como a chuva de verão que todos odeiam por arruinar um dia de calor, ela é um pouco como eu,
 aparece na noite como as minhas lágrimas o fazem de maneira a que ninguém repare que aconteceu,
 medo de parecer fracamente imponente... com ela adormeço lentamente embalado nesta minha melancolia constante onde nunca encontro respostas, apenas mais duvidas... Onde me perco e nunca me acho, nunca te acho, que aconteceu?
 Um mistério difuso da vida...
 cá estarei neste mesmo espaço vazio com a cabeça deitada junto à janela observando a chuva...
 pois esta noite só ela me entende...

Estranho no mundo

Posted by xXxPePexXx | Posted on 04:28

0

Sou um estranho no mundo... Soltando um grito mudo te pergunto! Meu Deus, porquê? Porque me sinto desta maneira... Como um estranho no mundo, preciso de forças para acreditar pois não encontro motivos possíveis para compreender o porquê de me sentir neste limbo de emoções em que me sinto constantemente perdido no meu mundo, já ouvi de tudo na vida, pessoas que me usaram e abusaram, pessoas que simplesmente passaram a ser sombra e lembrança distante de momentos felizes que não passaram de ilusões, não entendo porque me sinto um estranho neste mundo, porque acredito em amores especiais, porque quero sempre mais e melhor, não entendo porque preciso tanto de sentir amor dentro de mim, ou talvez saiba.. Nunca o senti em toda a minha a vida e quando o senti foi por breves instantes disfarçado por distracções em criança para não ver tudo o que se passava a minha volta... Mas eu sei, sempre soube, sempre chorei no meu quarto para não entenderem a dor que sentia cá dentro por não ter uma vida semelhante à das outras crianças, não sei mais no que acreditar, não quero ser um estranho neste mundo, porque não consigo ser 'normal'? Banalizar o amor como todos fazem, achar que bom é suficiente, que o amor é um negocio de prazeres da carne e nada mais, que o romantismo é dispensável em doses elevadas, é tudo o que vejo, relações relâmpago, não mais se liga a paixão, aos encontros desmedidos em que dois se envolvem num misto inexplicável de emoções que te baralham a mente e te deixam dormente sem saber o que pensar, em que um beijo é mais do que o tocar de dois lábios sedentos de desejo, é uma marca, um selo que vai muito para alem do prazer carnal, é o selar de um sentimento que não tem nome, transcendente ao amor, é um sentimento que só duas pessoas naquele mesmo momento o sentem, e quando o sentem estará selado um compromisso eterno que os irá unir para sempre... Bonito não é? São estas pequenas coisas que acredito e que me fazem sentir um estranho num mundo que não é o meu com certeza, pois se estas lágrimas que tantas vezes me escorrem pelo rosto não significam nada... Para quê acreditar? Morrerei talvez com desejo de conhecer todas estas coisas que acredito e que me fazem sentir desta maneira, talvez seja louco, doente da alma pois são essas mesmas coisas que me fazem sentir tão sozinho neste mundo, afinal de contas no final... todos partem e eu aqui fico neste quarto vazio, devorado pelo silencio, rodeado de recordações daquilo que podia ter sido e nunca foi! Sou um estranho num mundo que nunca quis para mim, serei cego até ao dia em que conseguirei ver que talvez não fosse uma doença da alma mas sim a esperança de algo melhor. Por favor chega depressa...

Devaneio Sozinho

Posted by xXxPePexXx | Posted on 01:54

0

Não gosto de estar sozinho...
 estou cansado de caminhar esta longa e árdua estrada que não parece ter fim.
É que não me lembro de algum ter dia ter escolhido este triste e solitário caminho em que os medos dominam as razões que me impedem ser feliz.
 Quem és tu que me procuras algures e que nunca me encontraste,
Talvez já te tenha sentido no vislumbre de um olhar...
Talvez já me tenhas encontrado...


Pergunto te..
 Porque não ficas? Porque não me prendes? Cativas? Porque não te manifestas?
Como resposta... O silencio, o nada...

 E às vozes que me dizem, 'és perfeito'...
Pergunto:
'Serei?'
 Pois se a perfeição não passa disto, 
de um nada!
 De uma incerteza do futuro...
 Quero antes ser imperfeito que sou, 
pois imperfeito me sinto.

E a esperança que trago comigo e que me mantém conectado a um desejo de felicidade futuro
 por vezes é tão ténue... tão fraca!

 Uns dias sorrisos... outros tantos pingados de lágrimas neste meu leito negro de magoas,

Tantas vezes o meu coração questiona:
'Onde está o amor? Onde está o nervoso miudinho de menino apaixonado que tanto anseio?'
 Não sei responder,
 apenas sei esperar... procurando um sorriso no meio da multidão,
 um olhar que me diga que sim,
 chegou a hora!
Agarra o momento,
 vive uma paixão que ficará para sempre gravada na memoria dos sentidos...

Devaneios...
 Tenho esta doença de menino poeta que ainda acredita que o amor deve ser algo magico,
 que a paixão é essencial,
 e será este mal que me atraiçoa?
 Se sim como livrar me de algo em que acredito?
 Não quero aprender tal coisa...
 e se isso significar apenas ter amores passageiros,
 que assim seja,
 na hora da minha morte irei esboçar um sorriso quando me lembrar dos amores e desamores que vivi,
 e nesse momento vou descobrir que o amor está em toda a parte,
 nas memorias,
 nas palavras, 
em cada gesto puro de gratidão,
 até lá... aqui me esqueço.
 E se acredito... talvez seja mais um novelista solitário num clube de eternos escravos do desejo de um amor ideal,
 resta me a arte que me ajuda a exprimir tudo aquilo que me vai na alma,
 pois sei que estas palavras jamais me atraiçoam, e assim..
aqui as deixo,
como testemunhos solitários passados dos devaneios de um rapaz que sozinho sonha por algo melhor.

Reticencias do Passado

Posted by xXxPePexXx | Posted on 23:41

0




Será possível desligar o passado do presente?
Acredito que de certa forma é impossível,
Somos feitos de experiências e memorias passadas,
Aquilo que somos hoje é fruto daquilo que fizemos no passado,
o futuro é incerto e o passado está sempre presente em tudo,
Nas lembranças dos sorrisos,
dos bons e dos maus momentos,
Nas lágrimas que derramei pelos quatro cantos deste quarto quando o meu coração de dor sufocava lentamente,
O passado é agridoce,
Tanto me trás boas como más recordações,
Por vezes as vozes que me dizem para não dar tanta importância ao passado esquecem se que também elas o fazem...
O passado é u
ma espécie de ciclo vicioso em que mentimos a nós mesmos quando dizemos que não temos medo quando nos vemos perante uma situação semelhantemente  traumática que nos tenha ocorrido no passado,
A nossa mente é um arquivo infinito,
Cabe nos a nós saber organiza-lo,
Ou será que devo dizer... enganarmos a nós mesmos?
Aquilo que não nos mata faz nos mais fortes,
Mas relembrar essas mesmas coisas por vezes trás de volta uma certa dor,
Por mais que tente dizer que não,
Nas horas vazias dos tempos mortos de solidão certas memorias me ocorrem,
Penso imediatamente em contorna-las,
Tento desligar esse pensamento como um interruptor...
Mas as coisas não funcionam assim,
Acho que não sou normal,
Não sei se é bom ser assim...
Sou forte mas sensível ao mesmo tempo,
um romântico à antiga a espera do amor verdadeiro mas que sofre e sofre mais um pouco tropeçando nos caminhos incertos que envolvem a palavra amor,
Já sofri traições,
Humilhações,
Abusos psicológicos,
pessoas que simplesmente me abandonaram sem nunca dar algum tipo de explicação,
Já calei a minha voz para não magoar,
Já ouvi aquilo que não merecia ouvir com medo de perder quem amava,
Tudo isso em vão?
Talvez não,
Sei que mesmo sabendo que possam ter sido erros com as pessoas erradas,
Essas mesmas pessoas para mim em certa altura eram certas
E o amor que senti por cada uma delas foi diferente mas igual no que diz respeito ao valor,
Esta minha doença de poeta que procura algo que nem sabe bem o que é,
Mas que quando se aventura e se apaixona vive tudo tão intensamente,
Cada minuto,
Cada momento é único,
E para mim seria assim todos os dias,
Algo digno de um romance literário,
Mas hoje em dia as pessoas já não pensam assim,
Vivem tão enterradas nos seus problemas,
No trabalho,
Na escola…
 Simplesmente querem alguém para os satisfazer nos momentos vazios de necessidade,
o que é feito do romantismo?
Posso estar sozinho mas nunca só,
as reticencias do passado são uma marca constante nas mentes inconstantes daqueles que esperam por um futuro melhor,
Basta acreditar,
O passado não define quem sou,
Mas vive comigo,
Faz parte de mim!

"Take me as I am..."

Poema do Desejo

Posted by xXxPePexXx | Posted on 23:26

1





Doce amargo beijo levado no vento,
adoçado com a inveja daqueles que sonham um dia alcançar a felicidade desejada,
 tantas vezes sou poeta como mártir também,
esta vida que levo perdido por ventos de outrem,
ora nuvem ora chuva... semelhante as lágrimas da amargura
 de uma dor que só eu sinto nos lamentos pesados das horas vazias do meu mundo
 abalado, perturbado, esquecido..
sonho chegar mais alto,
quero tocar o céu,
quebrar os limites,
quero acreditar que vim a este mundo com um propósito,
sei que a minha presença irá fazer a diferença,
se ainda não o fez então no futuro irá acontecer,
sonhos de menino poeta,
serão sonhos verdadeiros?
Porque não?
Para uns talvez delírios..
para mim...
 paixão
Certeza!Desejo de querer mais,
de querer ser feliz,
esta força que em mim tenho não a ganhei com a sabedoria dos livros,
não aprendi com os magos,
aprendi com a vida,
com os erros,
com a dor,
com os momentos felizes que terminaram e que deixaram um leve gosto doce de querer um pouco mais..
de te querer a ti,
tu que és visão que um dia sonhei,
tu que irás partilhar a tua vida comigo,
não te conheço mas aqui te espero,
desejoso,
ansioso...
por te ter nos meus braços e escrever não a minha..
mas sim a nossa história...

Fugir

Posted by xXxPePexXx | Posted on 22:41

1


Apetece me fugir para longe daqui,
estou tão farto de me sentir assim,
sinto me triste,
corroído por um vazio que não mata mas que dói,
 sinto falta de carinho,
 falta de um abraço,
 e é tão triste sentir mo nos esquecidos por aqueles que amamos,
 talvez ocupados nas suas vidas,
 talvez enganados pelo sorriso que mantenho na cara,
 mesmo quando o mundo está a desabar a meus pés..
 Apetece me fugir,
 apetece me ser chama no coração de alguém que um dia sonhou encontrar me mas que nunca na vida me encontrou,
são desabafos de poeta sofrido que nunca se cansa de sonhar,
 que acredita no futuro como algo melhor,
 estas chagas que carrego de cada perda do passado,
 delas me liberto aprendendo a ver as coisas com outros olhos,
 cada vez mais vejo aquilo que desejo para mim e que ao mesmo tempo temo nunca encontrar,
 tal devaneio de sonho de pessoa que tanto quero,
 e sou um estranho para falar do que pensava ser certo,
 já fui de norte a sul,
 este e oeste no que toca a personalidades,
 apaixonei me por corações magoados,
 frios,
 cheios de falsidade mas que nos levam no seu ternurento jeito de ser,
no final.. todos me desiludiram,
 no final aqui termino,
deitado na cama a contemplar o vazio,
um homem também chora quando assim tem que ser,
e eu não tenho vergonha de chorar,
afinal de contas ajuda me a libertar de toda esta mistura de sentimentos que me embalam numa imensidão de nostalgia e magoa,
adoçadas sempre com a esperança mesmo que esta por vezes seja tão pequena,
tão incerta...
Apetece me fugir,
mas fugir não é solução,
 afinal de contas nós somos o sitio que nos faz falta,
cá me vou perdendo em sonhos,
fugindo nos meus próprios pensamentos,
em busca de tudo aquilo que quero!
Talvez hoje, 
talvez amanhã, 
talvez um dia...

Eu Acredito

Posted by xXxPePexXx | Posted on 00:46

2

Sinto me meio perdido em pensamentos,
 meio sozinho,
 meio fechado no meu mundo,
 não sei se é suposto sentir me assim,
 na verdade não tenho assim tantas razões de queixa,
 mas no meio de toda a minha confusão e incerteza,
 tenho a certeza que falta algo em mim,
 algo que me deixa incompleto,
 um pedaço perdido,
 é como viver metade de uma vida,
 ou metade de um sonho por concretizar...
 não sei se devo acreditar em finais felizes,
 mas por mais que eu queira enganar me a mim mesmo em dizer que o amor não irá entrar mais no meu espaço,
 que não mais paixão irá reinar o meu coração baralhado,
 pois dói quando tudo acaba,
 quando o amor que partilhamos com a pessoa que imaginamos ser o nosso tudo termina num abrir e fechar de olhos,
 talvez seja uma aprendizagem em que os nossos erros nos ensinam o que fazer e o que não fazer,
 os caminhos que devemos seguir e os que devemos contornar...
 sofro a cada perda,
 de maneiras diferentes...
 mas a dor é semelhante,
 o vazio que fica é sempre o mesmo,
 não entendo porque têm que ser sempre a perder comigo...
 desde que perdi o meu pai as coisas por mais que eu queira pensar que de certa forma se tornaram mais fáceis a nível familiar duvido que seja assim,
 toda a minha vida fui menosprezado,
 por ser fraco,
 por ser isto e aquilo,
 e para me defender arranjei um mundo,
 o meu pequeno mundo em que me sinto seguro,
 mas que por vezes é tão instável,
 tão frágil,
 cresci muito,
 aprendi tantas coisas...
 descobri muito de mim nos últimos anos,
 de certa maneira aprendi a acreditar em mim,
 naquilo que sou,
 naquilo que sou capaz de alcançar,
 sou mais forte do que muitas vezes penso que sou,
 e guardo uma pureza em mim que pretendo guardar,
 não cresci no que toca em acreditar que tenho direito a ser feliz,
 sei que tenho algo especial a dar,
 e sonho em encontrar aquele alguém que me irá acompanhar durante toda a minha vida,
 o meu grande amor,
 posso já o ter conhecido no vislumbre de um olhar,
 na intensidade de um momento de partilha,
 sei que parece piroso para muitos,
 e talvez muitos acreditem que tudo não passam de palavras,
 mas eu sei aquilo que sinto,
 aquilo que procuro,
 aquilo que quero sentir,
 quero redescobrir me aos olhos de quem amo,
 quero puder ter uma família,
 quero ter aquilo que nunca tive durante toda a minha vida,
 quero amor incondicional,
ter ao meu lado alguém que veja em mim tudo aquilo que sonhou e que se orgulhe de mim,
 daquilo que sou,
 que me deixe ser eu e mais ninguém,
 que me aceite da maneira que eu sou,
 que me dê o ombro quando sinto vontade de chorar,
 que quando me beije o mundo pare,
 que não tenha vergonha de me ter ao seu lado,
 quero fazer parte de um mundo que nunca conheci,
 quero acreditar em felizes para sempre...
 acreditar que sim.
 O futuro é incerto,
 cabe me a mim escreve lo, 
todos os dias,
 amei...
 perdi...
 sofri...
 mas aprendi que toda a dor um dia irá valer a pena,
 que cada lágrima é um legado de uma luta que não termina para aqueles que não deixam de acreditar que é possível,
 e eu?
 Eu acredito.

Desabafo...

Posted by xXxPePexXx | Posted on 00:40

1



Como tudo é incerto nesta vida,
 somos tão cegos sem o sabermos,
 hoje nada mais dá voz a tudo aquilo que sinto,
 a partir de hoje não irei falar de amor,
 esse sentimento misterioso que nos faz tão bem e tanto mal ao mesmo tempo,
 quem devo culpar por toda esta situação em que me encontro?
 Toda esta mistura de rancor,
 ódio,
 saudade e carência...
 que me corroí em todas as horas em que as vozes se calam,
 e tudo o que sobra é o silencio ensurdecedor das caras que nos rodeiam mas que poucas sabem dizer aquilo que preciso de ouvir,
 quando os meus olhos anseiam derramar toda a dor que tento esconder por detrás do meu olhar de menino sonhador,
mas nem sempre é facil esconder o que me doí cá dentro,
hoje decidi abstrair me do mundo,
 caminhei durante horas sozinho enquanto ouvia musica,
 apenas eu no meu mundo,
 perdido em pensamentos divaguei pela cidade e parei num banco de jardim,
 sentei me a contemplar no infinito o Tejo majestoso e nesse momento comecei a chorar,
 algo naquele momento despertou em mim essa  reacção que não sei bem explicar,
 talvez me sinta meio perdido,
 como um naufragado em memorias,
 amarrado a palavras que não queria ouvir,
 que me magoaram,
 que me fizeram sentir como um nada que sei que não sou...
E algo curioso aconteceu...
 Uma senhora de idade sentou se a meu lado,
 disse me isto:
 '-Este sitio foi onde conheci o meu grande amor que já partiu, costumávamos vir aqui todos os dias e assim o continuo a fazer desde o dia que o perdi, é uma das vistas mais bonitas de Lisboa, um sitio especial, é natural que alguém com coração se emocione com pequenas coisas, é uma terapia única, e essas lágrimas que lavam a alma vão leva lo a um novo começo, vai ver que o dia de amanhã vai ser mais brilhante que o dia que passou, e o futuro é seu! Espero ter ajudado'
 levantou se,
 sorriu...
 e foi se embora,
  foi aí que reparei que a senhora era invisual...
Foi das experiências mais marcantes pelas quais já passei,
 aquelas palavras fizeram me acreditar que existe sempre esperança no futuro,
 o meu felizes para sempre pode não ser hoje,
 nem amanhã,
 irá chegar a seu tempo,
 no entretanto...
 vou sorrindo,
 vivendo,
 sonhado,
 lutando...
Acreditando! 
Porque,
"nós somos o sitio que nos faz falta".

Marca a Diferença

Posted by xXxPePexXx | Posted on 00:16

1


Sentado no escuro neste meu recanto onde sempre me encontro,
chamo lhe porto de abrigo,
é a minha pequena fortaleza...
será bom trancar me aqui dentro sem que ninguém mais possa entrar?
Aqui onde tantos dias chorei até não mais forças ter,
momentos em que me reconstruí vezes sem conta..
todos aqueles momentos felizes do passado são arquivados na minha alma como memorias vivas
de sorrisos,
de boas conversas,
de momentos marcantes...
Por vezes tenho vontade de sair pela porta fora a correr,
descalço pelas ruas de Lisboa,
palmeando cada pedaço de historia,
tantas vidas esquecidas,
tantas oportunidades perdidas,
estas pedras da calçada são marcas de historia,
da minha...
da tua...
e de todos os que por aqui passaram,
por vezes é importante parar e olhar em redor,
respirar bem fundo o ar que respiramos,
apreciar as pequenas coisas da vida como ouvir o barulho do mar,
sentir o perfume de uma doce flor,
nem sempre podemos ser fortes mas pudemos sempre recordar nos que o mundo é gigantesco
e cheio de coisas maravilhosas que nos rodeiam todos os dias e que nem lhes damos o devido valor,
encontro nestas pequenas coisas pedaços da minha felicidade,
pequenos coisas que me tornam mais eu,
que me fazem acreditar que o futuro não está determinado, é um livro aberto!
é possível ser feliz,
Sê diferente!
Acredita,
sonha,
vive,
concretiza!
Marca a diferença!

Será?

Posted by xXxPePexXx | Posted on 00:54

1


E assim se escreve uma pagina de historia,
um retrato de outras glorias passadas,
quem és tu pergunto me a mim mesmo quando encaro o reflexo no espelho,
tens olhos de menino sonhador,
tens uma historia só tua que te pesa tantas vezes,
não sei o que sentir por vezes,
quando todas as vozes se calam e tudo o que resta é o silencio,
o chão.. aí tudo muda,
tenho medo do escuro...
medo da solidão,
medo de não ter alguém com quem escrever a minha história,
são tantos os dias que passo pensando e remoendo pensamentos estranhos em que me perco e nunca me encontro,
sou o que anda perdido sem norte,
sem o nada de tudo aquilo que um dia tive entre mãos em pequenos golpes de sorte,
aquele que percorre a cidade e têm receio dos olhares alheios,
receio de se dar a conhecer e simplesmente voltar a ceder,
quem me manda ser poeta em terras de novos mundos,
em que o amor é apenas palavra de mudos,
esses mesmo que o usam sem dar valor à palavra,
amam sem saber amar,
sem nunca sentir ou explorar,
eu encontrei o amor no entrelaçar de um beijo,
na pureza de um olhar,
no calor de um abraço...
sou talvez um romântico incompreendido..
e mesmo emaranhado em todas as suas duvidas e medos,
sei o que é o amor,
sei o que quero para mim,
não entendo o porquê de ver o teu rosto em todos os momentos felizes que sinto,
esses fugazes momentos em que te queria a meu lado a preencher aquele espaço que ficou vazio, ainda sinto o perfume no ar,
as roupas no chão... o calor dos corpos em ebulição,
e agora o frio...
será que não existe mais nada?
Será que não há mais estrada?
Por aqui te espero... por aqui te sinto,
ainda te espero,
ainda te sinto...
aqui dentro do meu peito sussurrando baixinho...
''volta para mim''..

Vazio

Posted by xXxPePexXx | Posted on 00:14

0


Vazio
O tempo parou..
senti um nó no estômago quando me deu a entender que estavas a apaixonar te por um outro alguém que não eu...
Quando pensava que tudo já estava guardado numa caixa,
os sentimentos voltaram a encher me de tristeza por não mais te ter,
por vezes penso se ainda te lembras do meu rosto,
do meu corpo,
da maneira ternurenta como os meus olhos de menino apaixonado te namoravam a cada pormenor do teu ser,
lembro me de tantas coisas nossas,
tantos momentos únicos,
tantos sorrisos apaixonados,
tantos carinhos trocados.
sobrou isto,
tu forte como sempre foste,
a seguir com a tua vida sem medos...
sem mim...
E aqui fico eu neste espaço vazio a ver te fugir me pelos dedos,
é frustrante amar alguém que não mais nos quer...
como é suposto enganar aquilo que sinto?
Devo fingir que não existes?
Devo evitar tocar te quando estou contigo e apagar o facto de querer estar nos teus braços? Tudo isto me mata,
devora...
consome...
sofro aqui em silencio sem ninguém saber,
sei que tenho que ser forte mas nem sempre é fácil..
Como gostava de te ter aqui comigo..
como gostava de ouvir te sussurrar no meu ouvido:
"Está tudo bem, amo-te"

"Sê quem tu quiseres, o que quiseres"

Posted by xXxPePexXx | Posted on 23:51

0


A olhar pela janela vejo a chuva cair..
esta vida é tão estranha por vezes...
caminhamos por caminhos incertos,
e escolhemos caminhos incertos que parecem tão certos...
hoje não foi um bom dia,
o sol não brilhou,
não senti vontade de me mexer,
senti o caos dentro de mim...
caminhei sozinho pela cidade e vi na cara das pessoas..
o desanimo e a tristeza..
sei que não sou perfeito,
estou tão longe disso...
mas gostava de o ser à minha maneira,
vejo a minha felicidade a desvanecer pelas ruelas do meu pensamento,
sinto falta do calor do abraço,
de acordar ao lado de quem amo,
perder me no beijo...
fazem falta os sorrisos...
e estou cansado...
cansado de lágrimas,
farto de tentar e não conseguir..
Será que mereço a felicidade?
Pensei que era para todos...
mas cada vez mais vejo que não é para mim..
pois quanto mais tento mais confuso me sinto,
mais perdido fico...
Termino neste meu quarto frio...
tão vazio como eu me sinto,
sem esperanças adormeço dormente sonhando num futuro melhor,
são lições.. ensinamentos que guardamos connosco e que nos preparam para algo melhor (?)..
Quero brilhar novamente,
quero sorrir,
quero ser eu,
quero abraçar a vida com força e vive la intensamente todos os dias..
um dia de cada vez...