em stand by...

Posted by xXxPePexXx | Posted on 00:22

0


Dentre destas 4 paredes me desfaço em pequenos pedaços do meu ser,
 não dá mais,
 tem dias que não consigo ser forte,
 não consigo...
 sinto me desorientado, desanimado, sufocado por esta imensidão de dilemas mentais que me atormentam,
 porque será que acabo sempre por chegar a isto?
 A este pedaço de nada...
 Talvez me iluda achando que afinal não se passa nada,
 que não me sinto tão perdido,
 tão triste e cinzento,
 como se algo faltasse...
 E falta...
 Faltam sorrisos em vez de lágrimas,
 apenas queria estabilidade,
 queria puder palpar os meus sonhos e não consigo...
 aqueles sonhos que me fazem lutar mas que não chegam...
 e eu não entendo porquê...
 aqui deitado nesta cama fria contemplo o tecto vazio e não consigo deixar que as lágrimas me escorram pela cara num choro mudo,
 é como se me tivessem roubado a esperança e apenas tivesse ficado o meu corpo inerte...
 sem calor,
 se fechar os olhos com força consigo ver esses sonhos e sorrir no meio das lágrimas,
 mas esse... esse é o meu mundo em stand by, 
aquele que desejo,
 que quero viver...
 apenas pergunto porquê?
 Porque não consigo encontrar a estabilidade que consigo?
 Porque cada vez me sinto mais sozinho?
 Porque tive que perder tantas pessoas da minha família em 22 anos?
 Eu sei que tenho que ser forte porque ninguém o pode ser por mim...
 mas por vezes sinto falta de um abraço,
 sinto falta de me sentir protegido...
 E afinal de contas...
 ser feliz...
 é pedir muito?

 

Sufoco mental

Posted by xXxPePexXx | Posted on 02:10

0



Não sei bem por onde começar... 
parece que passou uma eternidade desde a ultima vez que vim aqui a este meu recanto,
 acho que talvez seja uma forma de evitar pensar no que me atormenta...
 Um mecanismo de defesa para disfarçar que afinal até estou triste,
como um sufoco mental...
 Decidi à um tempo atrás não me deixar afectar por factores externos no que toca a como devo agir perante os outros,
 sou eu em toda a plenitude da minha honestidade e humildade... 
mesmo que por vezes isso provoque situações em que a minha honestidade possa magoar,
 simplesmente não quero mais mentiras na minha vida,
 não quero fingir que não existem feridas e esperar que com o passar do tempo elas simplesmente regenerem e passem sem nunca serem faladas, 
é realmente verdade quando dizem que devemos ser para os outros aquilo que gostávamos de encontrar naquele alguém especial,
 mesmo assim me apontam o dedos por não medir as palavras quando apenas estou a ser racional e a defender aquilo que acredito,
 os meus valores... a minha moral,
 se existe algo que aprendi com este longo período de solidão
 foi em ver o que quero na pessoa que desejo a meu lado e acima de tudo aquilo que não preciso,
 não quero e não vou permitir!
 farto de lágrimas estou eu,
 farto de ser desvalorizado,
 que não me tratem como mereço,
 podem me chamar de louco ou antiquado por querer esperar por alguém que realmente valha a pena,
 e que me faça acreditar que é possível,
 o meu sonho concretizado em alguém no seu expoente máximo de perfeição em conjunto com todos os seus defeitos também...
É difícil não deixar escapar as lágrimas quando aqui navego nestes meus desabafos do coração que me deixam vulnerável,
 é como sentir que estou preso naquela ravina e no fundo o infinito,
 quero voar mas não consigo,
 eu sei que o tempo não pará...
 mas por vezes sinto me parado no tempo,
 como se aguardasse algo que não sei bem se é real mas que tanto aguardo e sei que mereço,
 eu preciso tanto disso,
 preciso de algo que nem sei bem o que é...
 Talvez seja realmente louco por ainda me deixar levar por esta minha veia de sonhador,
 só não sei porque ninguém me entende realmente...
 Porque ninguém decifra o meu olhar,
 porque não me deixam dar aquilo que tenho para dar,
 estou farto deste sufoco da solidão,
 quero acordar ao lado da pessoa que amo,
 quero estabilidade...
 quero o meu futuro, 
o meu pedaço que falta...

'Prazer em Ver-te'

Posted by xXxPePexXx | Posted on 00:42

0


Mais um dia em que me senti simplesmente um passageiro do tempo,
 na verdade sentia me entusiasmado com a possibilidade de encontrar algo que há algum tempo procuro,
 um sinal talvez, arrisquei... vesti o meu sorriso e saí para a rua a sentir me brilhante, repleto de luz,
 não deixei que o nervosismo tomasse controle do meu corpo e simplesmente fui eu mesmo,
 sem medos, sem receios...
 Apenas eu e o meu sorriso de menino sonhador,
 e ali esperei, ansioso... curioso... duvidoso...
 tanto ouvira falar desse nome que sem saber me deixei entusiasmar como uma criança que espera abrir o seu presente na véspera do dia de Natal.
 E os segundos passaram, os minutos voaram, e as horas levadas ao vento cessaram,
 passei de entusiasmo a desilusão, esse doce amargo sabor que tão habituado estou a sentir,
e eis que alguém passa e surge um olhar descomprometido, desmedido, despercebido...
 O nome passou a ter uma figura, por escassos milésimos de segundo.
Uma pequena tortura de sonhador, simplesmente não me podem fazer isto,
 não sei deixar de acreditar em romancismos e ligações cósmicas...
 E se tudo for um erro? Porquê acreditar?
 É triste quando chegamos ao ponto de aceitar a solidão como ela é,
 pois nada mais faz sentido, pois sentes que simplesmente na realidade ninguém te compreende na totalidade,
 e nem eu me entendo, já não sei o que fazer...
 Talvez o problema esteja em mim, talvez seja eu o estranho neste meu mundo de sonhos...
Talvez não seja desta, talvez seja um dia mais tarde,
 mas esta dor dói como ferida aberta no espaço,
 exagero para alguns... mas para mim é um sonho,
 é o ansiar por algo melhor, por um novo começo...
Talvez te veja outra vez...
talvez sejamos apenas passageiros do tempo em caminhos diferentes deste mar que é vida, ou talvez sejas a chave para um fado que virá, talvez... apenas talvez...
por agora apenas posso dizer em pensamento...
'Prazer em ver-te'.

Infinity

Posted by xXxPePexXx | Posted on 00:05

1


"Tenho em mim todos os sonhos do mundo"

Este silêncio ensurdecedor que me devora dentro destas quatro paredes não parece cessar,
 sinto me como sempre... sozinho,
 parece que nunca me consigo livrar deste fardo da solidão,
 tento engana la das mais diversas maneiras,
 acredito nas pessoas mas parece que nenhuma quer ficar,
 parece que nenhuma me estima,
 e então aqui fico neste estado de dormência de sentimentos em que nem as lágrimas que me escorrem pelo rosto na escuridão do meu quarto parecem curar a dor que sinto dentro de mim,
 tudo parece correr mal,
 os meus sonhos cada vez mais longe e eu cada vez mais só,
 com isso não digo que passe os meus dias a fio sozinho mas não é dessa solidão que falo,
 é o chegar a casa e tudo estar vazio,
 a cama desfeita de um só lado,
 o prato na mesa para uma só pessoa,
 todos os dias...
 fora da porta há um mundo de vida que morre quando aqui entro,
 não há mais nada,
 não há luz, não há sorrisos, sobram apenas horas que passam, horas inertes em que as aproveito das mais diversas formas mas o tempo é tanto e a vontade de concretizar os meus sonhos ainda maior,
 talvez seja esse o meu problema, 
não conseguir deixar de sonhar,
 pois sem os meus sonhos não existiria mais esperança restante no meu corpo,
 afinal de contas tudo fica igual se os sonhos permanecerem mas tudo o resto cessar,
 pelo menos posso acreditar na mudança futura, e é a isso que me agarro,
 à esperança de um dia tudo ficar um pouco melhor,
 que deixe de ser dor e passe a ser felicidade,
 mas tudo isto custa... bastante...
 nunca pensei que quando chegasse à minha idade que tantas pessoas já tivessem partido da minha vida,
 não escolhi isto para mim, não foi isto que sonhei, tanto sofrimento, tantas adversidades,
 será um teste para algo melhor?
 Ou ainda não estou preparado?
 Quero puder respirar de alivio, quero deixar de sentir o peso do mundo nos meus ombros,
 quero ser feliz,
 será pedir muito?
 Quero puder refugiar me nos braços de alguém e sentir me vulnerável!
 esta vida de guerreiro menino é penosa e a armadura que carrego tem o peso de mil toneladas de preocupações... 
tenho medo e não quero fraquejar,
 quero um sorriso rasgado nos lábios e os meus sonhos alcançar!
 Que o universo encha de luz o meu caminho, 
que no cimo da colina junto do carvalho velho esteja o meu sonho pintado a nu e no horizonte o nascer do sol,
 e quando lá chegar sei que vou ter força para mais uma batalha,
 estou pronto para que a minha vida finalmente comece quero iniciar esta jornada, quero voar e chegar mais além! 
Não me irei cansar de acreditar! 
Porquê perguntam... 
Porque os meus sonhos... os meus sonhos são...
 infinitos!

Desabafos do Eu

Posted by xXxPePexXx | Posted on 23:43

2


Penso que por vezes o mais difícil é enfrentar o espelho,
 se pensarmos bem quantas vezes olhamos para o espelho olhos nos olhos e enfrentamos o reflexo sem medo?
 Todos temos medos,
 receios...
 desejos, sonhos...
 por vezes nesse caleidoscópio de emoções e sentimentos...
 sinto me... sufocado,
 perdido...
 tenho medo da solidão, 
e não tenho medo de o verbalizar,
 apesar de estar tão habituado a este estado de dormência em que a solidão já não doí,
 passou a ser um hábito que não foi propriamente uma escolha,
 de tantas ilusões,
 tantos pedaços de mim separados e pisados por todos aqueles em que um dia confiei e que de mim fizeram um pequeno pedaço de papel rasgado ao vento,
 sem saberem o quanto me dói senti lo,
 sem saberem que quando confio não o sei fingir,
 quando deixo abrir a pequena caixa guardada dentro de mim...
 quando sou transparente e não tenho mais medo de o mostrar eu sou simplesmente... 'Eu'!
E em cima do palco da vida, aos olhos da verdade, debaixo de um grande holofote, e a pessoa sentada na plateia a assistir, conto a minha história. 
Aquele é o meu momento, é a minha história, é o desvendar das linhas que marcam o meu rosto, é o partilhar dos meus momentos de felicidade e de todos os tantos de tristezas, percalços da vida que me fizeram aquilo que sou hoje,
 às vezes pergunto me quantos seriam aqueles que ficariam sentados na cadeira daquela plateia a ouvir o meu grito mudo de dor em que a nu desbravava cada pedaço do meu ser,
 quantos não apontariam o dedo e me julgariam por  mentira...
 demasia... 
estupidez...
 talvez eu não seja fácil de entender,
 talvez seja simplesmente um estranho como sempre me senti no meio da multidão,
 e que mal tem não gostar de ser como os outros?
 Querer sonhar mais alto?
 Acreditar no amor verdadeiro?
 Porque me julgam sem me conhecerem, não peço a ninguém para entrar na minha vida, assim como não peço a quem não quer participar dela que me julgue sem me conhecer,
 orgulho me muito daquilo que sou hoje,
 livrei me de mentiras, barreiras, deixei de querer agradar a todos,
 hoje sou eu mesmo, mais reservado talvez, um pouco mais desconfiado do mundo, mas foram ensinamentos que fizeram parte do meu crescimento,
 fizeram de mim mais forte, mais determinado e com mais certezas do que quero no futuro!
 O amor?
 O amor aqui o espero com os meus braços abertos à espera que me despertem esse sentimento que em mim está adormecido à tanto tempo,
 está bem guardado dentro de mim,
 deitado numa cama... inanimado à espera de ser despertado por algo que acredito e sempre acreditarei como eterno sonhador,
 o amor verdadeiro!
 Chamem me louco, antiquado, romancista,
 a essas pessoas apenas posso dizer que... lamento,
 mas nunca irei banalizar o amor, e se tanto o prezo é porque sei o quão importante tal sentimento é para mim!
 Se merece a pena estar tanto tempo sozinho? 
Sem dúvida que sim!
 Para que andarei eu a fingir sentir algo que não sinto por alguém que não me cativa para escrever uma história a dois? 
Só deixarei que me roubem a solidão quando realmente valer a pena!
 Não sei o que é o amor passageiro,
 sei o que é fogo de vista, paixão, mas muitas vezes paixão é confundido com amor,
 os prazeres da carne não chegam,
 uma conversa não é suficiente,
 nem sempre duas pessoas encaixam,
 e para mim quando duas pessoas se amam realmente ambas o sabem,
 e quando olhares nos olhos dessa pessoa ambos vão saber,
 algo que está para além de mim irá despertar uma força maior que vai fazer com que todos os dias passados sozinho,
 todas as horas que passei a chorar de dor, todo o sofrimento e tormenta,
 humilhações, traições, abusos psicológicos...
 Tudo isso finalmente vai fazer sentido, pois a minha vida irá começar nesse dia,
 nesse beijo,
 nesse toque,
 nessa memoria dos sentidos que guardarei para sempre,
 e nesse dia o meu coração irá bater por dois, 
o ar que respiro será uma bênção,
 cada momento será um tesouro,
 e saberei que nunca mais irei amar alguém como te irei amar,
 pois eu acredito que nasci para fazer alguém feliz com o meu amor,
 e aqui espero na beirada da janela contemplando a chuva lá fora que anuncia a primavera, 
esperando e esperando que tu venhas e aconteças, que faças de mim o sonho que um dia sonhaste,
e que faças de mim a pessoa que vieste ao mundo para encontrar!
E  nesse dia meu amor,
 prometo,
 seremos eternos amantes distantes,
 perdidos na loucura,
 envolvidos na memoria dessa troca de olhares que será o inicio do fim da vida como conhecemos,
 talvez nesse dia deixarei de ser poeta sofrido,
 e poderei deixar de desejar odes ao meu amor futuro e simplesmente descrever o presente a teu lado.
Tira me deste sufoco meu amor,
 leva me daqui,
 porque me fazes esperar tanto aqui neste sitio... perdido, esquecido, só me restam os sonhos...
 e os anos... os meses... os dias... as horas... os segundos...
 a esperança de um dia te amar.