Caos

Posted by xXxPePexXx | Posted on 21:43

0


Acordei olhei em volta
e vi os moveis tombados,
um medo do perigo
invadiu todo o meu corpo
levantei me devagar
e caminhei até a porta,
olhei em volta
e vi um cenário caótico,
a porta aberta
como se um furacão tivesse passado,
um silêncio ensurdecedor,
não existia um único som,
saí descalço pelas ruas desertas,
sem pessoas
sem vida,
o vazio
vagueei por todo o lado,
as estradas desertas
tudo em volta em ruínas,
porque fiquei para trás?
o que se passa?
tantas perguntas
a invadirem a minha cabeça
sem ter respostas
para responder as mesmas,
e agora o que fazer?
Fugir?
Gritar?
Correr?
Para quê?
se tudo em volta é nada.
Oiço um leve bater
no meio de todo o silencio
que percorre as ruas caóticas,
parei escutei e senti
o meu coração bater,
o som leve é o único som
que se ouve em todo o caos...
Estou a ter um pesadelo?
Ou apenas estou a ver as coisas
como elas são
através da minha mente...
o cenário pintado
por todo o negro dor guardado cá dentro...
Todos os meus medos expostos a nu,
medo de ouvir um batimento cardíaco
e ser apenas o meu,
medo do vazio,
do nada.
De viver na sombra da solidão...
Caio sobre os meus joelhos
e choro
e choro até não ter mais lágrimas guardas
contorço me no chão
ao sentir uma dor que não dói
mas magoa,
magoa tanto,
não te deixa respirar
faz te gritar sem sair um som
e debato me por acordar
por me iludir com uma réstia de esperança
que me faça levantar e seguir em frente
mesmo sendo mais difícil do que nunca,
tantas quedas,
farto de cair,
meu corpo ferido de tantas ilusões
tantas mentiras e desilusões,
todas as marcas do passado
que calcam cada pedaço do meu ser
e me tornam num todo pedaço de nada
um quadro pintado a negro inacabado
a espera de alguma cor,
uma cor que me dê todas as sensações
que nunca pude exprienciar
quero começar de novo,
voltar atrás e não sofrer mais
não ter que crescer
quando tinha direito a ser criança,
porque me olho ao espelho e não consigo sorrir?
porque estou tão apagado?
Porque cheguei a este ponto de rotura?
Porque me sinto prestes a explodir?
Não quero sentir este frio,
não quero seguir sozinho,
não quero morrer aos poucos
como estou.
Porque me deixei enganar?
Porque não fugi quando podia?
Todos estes demónios
que vivem dentro de mim
e me roubam o prazer de me sentir vivo,
Choro sabendo que ninguém vai ouvir,
grito mas ninguém ouve,
procuro mas não encontro maneira de sair
deste labirinto em que chego sempre a um beco
onde vejo imagens de todos os momentos
em que me senti feliz e sorri,
onde está esse eu?
Já nem me lembro o momento
em que me perdi,
em que desaprendi o que é sentir,
em que deixei de acreditar no amor
e senti me rodeado por pessoas
que apenas me queriam mal,
afinal que mal fiz eu?
Por mentir uma única vez,
devo pagar por outros tantos males piores que existem?
Sem ter a quem pedir auxilio
é tempo de acordar e tentar viver
a réstia de vida que ainda conheço,
apenas sei
que todos os males que passei
fizeram me crescer de tantas maneiras
e ensinaram me que as mais simples coisas
teem um valor tão incalculavél
que muitas pessoas o esquecem
por vergonha,
futilidade
ou puro desinteresse.
Por aqui me vou debatendo
tento viver
dia após dia
em busca de razões para voltar a acreditar
e voltar a aprender o que é
realmente sentir...

Veneno..

Posted by xXxPePexXx | Posted on 17:08

0


Tão perdido entre pensamentos,
sem vontade de respirar,
envenenado por tristeza,
sentado na beirada da janela
vejo a chuva cair,
e as pessoas seguir o seu caminho,
algumas passam e olham o infinito,
outras esperam o amor da sua vida
ao virar da esquina...
outras um abraço amigo..
E eu, penso e penso
e tento...
Mas não consigo...
Chorar.
Como se o meu coração tivesse congelado,
deixei de sentir,
deixei de acreditar na vida,
perdi o meu norte
nos caminhos tortos da sorte.
E aqui fico esquecido sentindo falta de mim
De sentir amor.
Não sei porque me sinto tão triste,
talvez seja o facto de me sentir carente de afecto,
não encontro explicação
para todas as perguntas sem nexo que enchem a minha cabeça a todo o momento.
Um dia prometeram me o mundo
e deixaram me sem nada
nem mesmo as restias do meu ser
agora estou perdido em mim mesmo.
Se mereço passar por tudo isto...
Não quero mais viver.
Devo ser um monstro cheio de crueldade nos seus actos.
Errei!
já me culpei!
Agora pará!
Já chega de culpa.
Pois ninguém merece sentir se assim.
Alguma vez andaste sem destino?
Alguma vez estiveste num sitio sem nunca estar lá?
sentiste te sozinho quando rodiado de amigos?
choraste sem saber porquê?
Pois é assim que me sinto todos os dias,
vivendo esta Solidão Venenosa que me corroí e mata por dentro
Por favor deixa me gritar aquilo que sinto
pois eu não aguento mais.
Quero viver e não consigo achar forças
quero respirar e o meu peito aperta
as minhas mãos geladas limpam as lágrimas que escorrem
pelo meu rosto sem expressão.
Quero voltar a apaixonar me
encontrar alguém que complete o vazio em mim
me encha de sentimentos que em tempos me esqueci
alguém que me volte a fazer acreditar
voltar a sentir aquela sensação de beijar os lábios de quem amo
e o mundo esperar em silêncio...
o retorno do fôlego!
Fazer me sonhar,
Viver seguro
amar novamente...
sentir a magia num toque
um olhar que me faça sorrir daquela maneira tão inocente e pura.
mas os meus medos atormentam me
a insegurança envenena me
voltar a sentir o sofrimento do passado
com medo do que acontece no futuro
espero no presente inconstante
descobrir como será...
ser amado pela primeira vez...

Consciência

Posted by xXxPePexXx | Posted on 16:23

0


Consciência: Guardas as respostas
Dentro da tua mente
conscientemente, esqueces te
É a maneira como a mente humana funciona
Quando algo é demasiado
desagradável, vergonhoso para nós
para disfarçar, rejeitamos.
apagamos isso da nossa mente
Mas as marcas estão sempre lá
e sempre ficaram.
Não consegues livrar te delas

Eu: -A dor que me agarra O medo que me aperta Liberta vida em mim!

Consciência: -Numa complicidade mutua
Em vergonha tapas os olhos
Para esconde los da dor
que encontra caminho pela maneira que somos
não tenhas medo
quando a escuridão desaparecer
um novo dia irá quebrar o silencio
Gritando ao teu coração
O amor que não sentes irá voltar
E faço lo por ti
antes de tentar encontrar
a verdade no teu tempo final.
Não é suposto tentares viver a margem da verdade
E sentes te só, e
não estás acompanhado.
É pura verdade.
Mas acredita
Sentado a teu lado
alguém irá ouvir te respirar
E a vida que corre dentro de ti
irá arder no corpo de quem te amar
Espera e fala
de amor sem precisar de palavras
diz me que irás sobreviver
E iras dar a vida por alguém
Não te apagues
diz que te entregas
pois sei que não consegues
aguentar novamente tudo sozinho.

Eu: não estou sozinho?

Consiciência: Não! NUNCA!?
mas as marcas estão sempre lá,
nada é completamente esquecido.

Eu: Perdoa me então, não me odeies... porque eu sei que um dia morrerei se o meu amor morrer de novamente!

Dizer não...

Posted by xXxPePexXx | Posted on 22:13

0


O vento sopra me ao ouvido e diz me que a tempestade está a passar, será possível que passado tanto tempo esteja a acordar do sono profundo em que vivo constantemente? Desenterrado aquela réstia de felicidade da qual me havia esquecido onde a tinha perdido ou o porquê de me ter esquecido de sorrir, dá qual não me lembro sentir, e estranhamente não sei o que sinto, o meu corpo fica dormente como se aprendesse de novo cada pequena e nova sensação, como se renascido das cinzas torno me chama novamente e ganho vontade de ser eu novamente um novo eu, mais forte com a cabeça limpa de todas as magoas, e feridas abertas, e agora sinto que alguém pudera estar a minha procura e não quero ter medo, quero fechar os olhos e sentir me seguro, por enquanto sabe bem, sem conseguir explicar mas faz me sentir bem, faz me sentir vivo, será mesmo que alguém se preocupa? Tenho medo de reviver a perda ou a dor de ser enganado como tantas vezes no passado peço por tudo então para que não me engane, para que não me desiluda.
CHEGA de lágrimas, sinto as forças voltarem e ninguém me vai derrubar, tenho medo de me descontrolar e soltar o meu lado negro vingativo cheio de ódio e rancor do passado, tento redirrecionar toda essa raiva para bom proveito como força, como auto confiança, sei que consigo e vou andar contra a tempestade até alcançar porto seguro, de 1 a 100% de toda a essência do meu ser. Chega de solidão, chega de viver na escuridão destas quatro paredes ... Enche me de vida...não me deixes cair... Tenho vagiado sozinho sem rumo tanto tempo, que cheguei a acreditar que me tinha perdido, separado em tantos pedaços que cortam a minha pele e fazem sangrar as dores do que passei e da pressão que senti, dos dias em que tenho vontade de não respirar mais. Sem conseguir sair desta queda sem fim em direcção ao esquecimento... Não quero mais ficar fechado dentro de mim, não me quero esquecer como é saber o que é o amor, e o que significa a união que o mesmo representa, mas pergunto me, não irei conseguir dizer não? Quando golpear o meu coração será que ele vai sangrar novamente nas mãos de quem venha a amar, será que não vou conseguir dizer que não? Irei deixar que me torturem lentamente, vivendo um sonho em que não respiro mas não deixo de sentir? Serei suficiente para alguém? Bebo toda a decadência dos que amam em sofrimento, e voltar a perder me sem sequer me importar, sem conseguir dizer não, deixarei me levar sem conseguir deixar de sonhar quando tanto sofrimento poderei passar, e espero sozinho que a chuva caia sobre mim e me encha de vida pois não me consigo agarrar a mais nada... Serei suficientemente bom para alguém me amar de volta? Não quero voltar a sofrer... Portanto tem cuidado com o que me pedes pois eu não sei se serei capaz de dizer não...