Sinfonia do Silencio

Posted by xXxPePexXx | Posted on 21:42

0


Oito dias se passaram desde que fiquei sozinho,
e quando a porta se fechou e o silencio encheu
a sala, cozinha os quartos vazios,
senti o maior dos meus medos a correr me nas veias
a apoderar se de mim,
solidão
caminho no chão frio descalço na escuridão,
toco a parede com a ponta dos dedos
enquanto percorro a casa
a espera de sentir algum conforto...
Quero parar isto,
quero me sentir vivo,
quero sorrir novamente,
quero parar de pintar os meus textos de negro,
quero ser feliz,
não entendo porque tenho que ser menino homem se ninguém dá o devido valor,
quero deixar de me sentir assim,
até lá aguento me nesta sinfonia do silencio onde o som não existe
onde o sentimento que reina é a solidão,
porque sinto este frio?
quando tenho tanto calor a dar..
Esta dor é demasiado real...
Eu já não sei o que é sentir amor,
não sei o que é sentir me amado...
e não sei explicar porque me sinto assim
porque o sinto todos os dias
e vejo me cometer o erro de ficar parado viver esta sinfonia do silencio
que só me faz sofrer,
que me deita abaixo.
e da qual quero fugir mas não sei quando devo começar a correr
Para onde?
Em direcção a quê?
Os meus sonhos perdidos
estou a perder a cabeça,
quero encontrar o meu lugar,
talvez se me for embora daqui...
se aceitar o novo começo,
num novo pais será que me vai ajudar?
o sei...
simplesmente não sentiria paz de espírito
sabendo que deixaria aqueles que amo para trás
sabendo que as coisas não estão bem.
(-as lágrimas vão escorrendo-)
não quero suportar este peso sozinho...
quero me sentir importante para alguém
quero ser o pedaço que falta a alguém
e despertar a outra metade de mim que espera em silencio.
Desta vez não me calo
pois não o direi muitas vezes
não sei mais o que é certo,
olho me no espelho e cada vez que o faço
eu sei que que consigo fazê lo
mas não encontro forças..
Desisto desta sinfonia do silencio
agora é tempo de procurar o meu ritmo
a sinfonia da minha vida!
Porque neste momento é esta musica que toca..


'Eu lembro me quando o meu coração se partiu
Eu lembro me de quando eu desisti de te amar
Eu lembro me de quando perdi tudo
Eu lembro me quando gritei que sentia ódio
Não existe mais nenhum lugar para ir
Mais ninguém para converter, não
Para o resto da minha vida eu prometo para mim mesmo
Que vou amar me primeiro acima de tudo.'


Lado Negro

Posted by xXxPePexXx | Posted on 04:03

1


Farto, já chega! Chegou a hora de perguntar, mereço ter passado por todas estas coisas, a que custo? Quem me conhece? Quem sabe o que sinto? Quem me estende a mão? Ninguém... Esta estrada já está gasta, e meus pés feridos de tanto caminhar sem descansar, volta não volta o mesmo as mesmas dores os meus medos os mesmos receios, chega! Quem me conhece? Quem me estima? Quem se preocupa? Quando tenho medo e me escondo por baixo da mesa para me sentir seguro quem me vai dizer que está tudo bem? NINGUÉM! JÁ CHEGA! Apetece me gritar apetece me agredir alguém apetece me quebrar as barreiras do limite do meu ser, quero deixar de sofrer quero descontrolar o mal que sinto cá dentro, quero ouvir dizer o meu nome, quero ouvir pedirem perdão pelo que me fizeram passar, pelo que me fizeram sentir, pelo medo que me injectaram sem pensar. Quero sentir me vivo quero ser tudo o que nunca fui pois parece que este lado não tem mais piada, tou farto de levar facadas nas costas, perfeito por natureza, icon do que falta num mundo que nunca foi nem nunca vai ser, e lá vou eu de cabeça baixa e como todos adoram quando finjes não ter defeitos mas eu não sou assim! Essa gente que por trás da mascara não tem onde se esconder, sem se conseguirem encontrar perdidos na sua própria vida, eu conheço bem essas pessoas, sei a verdade, nunca fui nem nunca o irei ser, tenho medo de soltar todo este ódio cá dentro e magoar as pessoas mas estou no limite, não vejo o porque de controlar, sinto vontade de causar fogo de me vestir de negro e sentir o que sentia nessa altura. Chega! Não vou derramar mais uma lágrima. Quem me abraça? Quem me rouba o fôlego? NINGUÉM! Chega! Que vontade de correr sem parar sem olhar para trás de cair sobre os meus joelhos e libertar a raiva e entre dentes ofegar. Quero apontar o dedo e fazer sentir na pele a dor que senti em todos aqueles que a causaram essa mesma dor em mim. Mas não, por enquanto controlo me como sempre mas cada vez se torna mais difícil, esta sede assassina que me roí por dentro, mas não quero deixar soltar esse alguém que sei muito bem do que é capaz de fazer, não posso deixar que isso aconteça, sentir este mal este ódio cá dentro é destrutivo e quando estou feliz consigo canalizar esses sentimentos misturados e torna los em algo bom, mas agora, agora não tenho nada a que me agarrar e está a matar me, consegues ver nos meus olhos negros toda a dor todo o ódio lá dentro. Chega! Farto de ser carne quero ser o todo e não a metade, é verdade que todos somos um pouco loucos mas quem me fizer acreditar terá o mundo a seus pés, mas... Desta vez, oh sim, esta vez será diferente... Não vou aceitar metade do todo que sempre dou aprecia me pelo todo surpreende me faz me sentir importante e aí o jogo vai estar na mesa as cartas lançadas e eu voltarei a entregar o todo do meu ser, e será assim... Longas palavras perdidas são sussurradas lentamente para mim, não consigo entender o que me prende aqui, pois todo este tempo eu estive vazio por dentro, eis que vai estar lá alguém, observando me, desejando me, eu vou puder sentir alguém a puxar me para baixo, temendo te, não vou deixar que me puxes para baixo. Eles nunca verão, eu nunca serei eu lutei e lutei para alimentar esta fome queimando profundamente dentro de mim, descansa em mim e eu te confortarei eu vivi e morri por amor permanece em mim e eu prometo que nunca irei esquecer. Esperarás, e falarás comigo de amor sem um som, e vais dizer que iras sobreviver a isto e eu morrerei por ti não penses em mim distante, diz me que estarás comigo porque eu sei que não posso suportar isto sozinho...

Debate de Consciência

Posted by xXxPePexXx | Posted on 22:20

0




Um rapaz que não se sente amado, um rapaz magoado, triste e solitário, ele ambicionava ser feliz e ver todos aqueles que o rodeiam felizes, mas por muito que ele se esforce tudo volta ao mesmo, tudo se ergue e caí novamente e ele sente se cansado, cansado de esperar por algo que nem sabe ao certo o que é, parece que o obrigam a viver certas coisas que ninguém merece passar, gostava de o ajudar e não sei como faze lo dou voltas e voltas mas é complexo é negro profundo eu não o consigo fazer e parece que as pessoas tendem em ignorar o que ele sente lá dentro... Lá por ter um sorriso não significa que ele não se sinta vazio por dentro, vulnerável que também chora quase todas as noites, falta lhe algo que ele pensou sentir e acreditou nesse sentimento e foi lhe roubado, ele quer ser amado como já amou e pergunta se realmente alguma vez alguém sentiu o mesmo sentimento por ele e isso faz com que ele se sinta sujo com nojo faz com que ele se sinta insignificante, então ele vive na sombra com medo de sair do seu casulo seguro da solidão esse rapaz que outrora vivia tudo tão intensamente que sorria do raiar ao pôr do sol, agora nem um sorriso consegue manter e, é tempo de encarar a verdade dura e crua assim foi e assim será... a esperança dizem que é a ultima a morrer mas a esperança dele está em fase terminal, ele só gostava de encontrar alguém ou algo, que cuidasse das feridas que tem e que o marcaram e que o faça voltar a acreditar no amor e no sentido da vida em si e que lhe dê aquilo que nunca teve, por mais que a vida o trate assim sem perguntar o que ele quer vai empurrando o como um grão de areia ao vento por uma duna de agulhas, sem rumo ele segue a espera do seu momento de ser feliz, quem me dera puder ajuda lo mas não consigo, consigo fazê lo viver o dia a dia mas não lhe consigo devolver o brilho no olhar, sou apenas consciência ninguém me pode culpar...