Sincero

Posted by António Pedro Castro | Posted on 16:59

0



Por vezes a arma de reflexão é das mais poderosas, 
ultimamente tenho sido invadido por uma lista de emoções que me assustam,
 maioritariamente o medo de ficar sozinho,
 acho que todos nós de uma ou outra forma já o sentimos,
 tudo se agrava quando amamos alguém e essa condição de união passa a estar em check,
 perder alguém que gostamos custa,
 sentimos falta, fazemos o nosso luto... 
Quando toca ao amor,
 fica um vazio.
 durante anos a fio senti esse vazio, 
até que à uns meses essa falta como se magicamente ficou preenchida,
 é estranho, 
parecia que tudo tinha ficado em stand by,
 ainda sentia o cheiro,
 o quão bom era sentir aquele abraço,
 aquele carinho na hora certa...
 No que toca às emoções,
 nunca fui muito bom a controla-las,
 vivo tudo tão intensamente que acabo por me magoar,
 será errado deixarmo-nos levar pelo coração?
 Talvez sim...
 Mais que tudo gostava que transparecesse o quão sincero é aquilo que sinto,
 nunca senti este desejo de ter alguém sem pensar no pior,
 apenas viver e partilhar uma vida a dois...
 Este mundo cheio de preconceito e estereótipos persegue nos a todo o instante, 
um mundo em que o amor é desvalorizado e deixado em segundo plano...
 Eu não sei ser assim, 
apenas gostava que essa pessoa senti-se que posso ser o seu porto de abrigo, 
e atracar o barco no meu cais não  é assim tão mau quanto isso...

I'm here,
I was always here...